sexta-feira, 1 de junho de 2018

NOTA DE AGRADECIMENTO - Cavalgada 2018



Tendo em vista a realização e o sucesso da XXVI Cavalgada à Pedra do Reino, realizada entre os dias 20 e 27 de maio, a Associação Cultural Pedra do Reino agradece, primeiramente a Deus, por iluminar as nossas mentes e trazer paz, a Prefeitura Municipal, através do Prefeito e das várias secretarias que apoiaram o evento e dos servidores que se envolveram, ao governo do Estado, à Fundarpe, através da equipe de Recife, que coordenou a gestão dos recursos, e da equipe que coordenou os trabalhos de infraestrutura e apoio, no evento; aos deputados, que contribuíram com o evento, aos vereadores do município, ao prefeito de Serra Talhada, à CDL, aos comerciantes de nossa cidade, alguns, mesmo não sendo beneficiados diretamente com o evento, mas acreditaram e investiram, aos comerciantes das cidades vizinhas, que, às vezes, nos surpreendem com as suas contribuições; ao Padre Claudivan e ao Diácono Renato, por presidirem as celebrações religiosas; aos belmontenses, pessoas físicas, profissionais liberais e de diversas atividades, residentes em nossa cidade, ou não, mas, que contribuíram financeiramente para o evento; aqueles que contribuíram com o empréstimo ou a doação de algum objeto, ou com a prestação de um serviço, seja de forma paga ou gratuita, mas, com certeza, fizeram com muito amor à causa; aos filhos de Belmonte que residem em outras cidades e estados, mas, retornam à terra natal para rever parentes e amigos e prestigiar o evento. Muitos, ainda trazem amigos consigo; aos turistas e ao público que compareceu a todos os momentos culturais, religiosos e festivos do evento; a todos os grupos culturais da cidade e da zona rural que se apresentaram em diversos momentos; aos reis, rainhas e aos demais cavaleiros e amazonas que, como personagens, fizeram da Cavalhada Zeca Miron e da Cavalgada, verdadeiros espetáculos ao ar livre; a todos os grupos de cavaleiros de nossa cidade que, fazem de Belmonte, hoje, a cidade das cavalgadas; aos cavaleiros de outras cidades que participaram da nossa cavalgada com muita alegria e, se Deus quiser, irão retornar;  Aos demais cavaleiros e amazonas, de todas as idades, de todas as classes sociais, de todos os lugares e comunidades do município que, em parceria com os seus cavalos, fizeram acontecer o momento mais esperado, mais bonito e principal do evento, que é a Cavalgada à Pedra do Reino propriamente dita. Finalmente, agradecemos a todos os membros da Associação Cultural Pedra do Reino, que, com muito amor, dedicação e doação trabalharam, incansavelmente, para produzir este evento, que é considerado um dos maiores eventos culturais do Estado de Pernambuco. Saibam que, com sacrifício, com muita luta, deixando os afazeres de casa, tirando férias, saindo do trabalho, abandonando a família, recebendo críticas construtivas, ou não, presenciando alguns conflitos internos, mas, nunca desanimando, é que fazemos este evento, que, na verdade é de TODOS OS BELMONTENSES e que leva o nome de nossa cidade para além das fronteiras.
OBRIGADO, OBRIGADO E OBRIGADO!
Associação Cultural Pedra do Reino
São José do Belmonte-PE
2018


Fotos XXVI Cavalgada à Pedra do Reino.

Clique na imagem e veja o álbum com as fotos da cavalgada 2018


 ÁLBUM 2018

Tem fotos para nos enviar? Escreva para pedradoreinosjb@gmail.com que a gente publica sua foto neste álbum

Ilumiara Pedra do Reino, você conhece ?

SOBRE A IDEALIZAÇÃO DO SANTUÁRIO DA PEDRA DO REINO

(Texto extraído, com recortes, do artigo do Professor Gilfranco Lucena intitulado “Dois Santuários no eixo que corre de Minas a Pernambuco, cruzando toda a Bahia, a caminho do mar...” publicado no site historicidadebrasileira.blogspot.com.br/2013/06/dois-sant... )
“.... frase de Alceu Amoroso Lima... ele diz: 'Do Nordeste para Minas corre um eixo, que não por acaso segue o curso do Rio São Francisco, o rio da unidade nacional; a esse eixo o Brasil tem que voltar de vez em quando, se não quiser se esquecer de que é Brasil'.
Então Ariano acrescenta que quando tomou conhecimento dessa frase de Alceu Amoroso Lima, e tendo identificado o santuário de Congonhas como sendo a expressão plástica da ponta mineira do eixo, tomou a decisão de "construir no Nordeste um santuário em homenagem a ele, ao Aleijadinho, e que vai assinalar a ponta nordestina do eixo". Foi então que Ariano construiu o Santuário denominado Ilumiara da Pedra do Reino, em São José do Belmonte, em frente à conhecida e mítica Pedra do Reino, inspiração de seu Romance. E prossegue dizendo: "Então eu resolvi erguer, e conclui, as dezesseis esculturas gigantescas em granito, feita por um grande escultor de origem popular, Arnaldo Barbosa. [...] As duas pedras que já existiam ficam sendo as torres da igreja". Uma fica do lado da Paraíba, no município de Misericórdia; a outra fica do lado de Pernambuco, no município de São José do Belmonte. Então, Ariano conta que resolveu fazer lá o santuário, dizendo que fez "um círculo dividido em dois hemisférios: o hemisfério do sagrado e o do profano [...]; no centro tem um marco, que eu coloquei ali e na frente tem [a inscrição] 'Ilumiara Pedra do Reino' e atrás tem 'Uma homenagem a Aleijadinho'." E finaliza: "Eu quis mostrar que esse santuário aí nasceu do de Congonhas, para assinalar a outra metade", isto é, a outra ponta do eixo apontado por Alceu Amoroso Lima. ” ....


A HISTÓRIA DE VIDA DO ESCULTOR DA ILUMIARA PEDRA DO REINO CONTADA PELO MESTRE ARIANO SUASSUNA


FOTO: Flickr Egberto Araújo